domingo, 7 de maio de 2017

Experiência Ayni - Alimentação Vegetariana

Olá Biblio Idealistas!

Já voltei de Guaporé para minha casa, em Niterói. Estava compartilhando minha jornada com voluntariado na Cidade Escola Ayni diariamente e senti que deveria deixar para contar a experiência quando voltasse, aproveitando mais o tempo pra estar realmente conectado com as pessoas que estavam lá.

Na publicação anterior, eu compartilhei as atividades dos voluntários e como aquilo que eu fiz se relaciona com a pedagogia Ayni. Dá uma olhadinha! As atividades dos voluntários aconteciam num período de 4 horas. O restante do tempo era livre e conseguíamos cuidar bem da alimentação. Dividindo o espaço com voluntários vegetarianos, escolhi não comer carne naquele período. A gente cozinhava e comia junto, várias vezes ao dia, gastávamos pouco com alimentação e comíamos como qualquer pessoa que passa 4 horas carregando brita ou pregando estacas na terra comeria (se você leu a publicação anterior vai entender).

Então vamos ao que interessa: o que tinha pra comer?

Café da manhã:
1. Frutas - quanto desse vontade, in natura, picada, amassada, com granola, espremida, batida no liquidificador, no recheio da tapioca ou do pão...
2. Café
3. Pão feito em casa ou tapioca (a gente fazia nosso pão ou hidratava o polvilho)
4. Chimarrão - ás vezes rolava antes de começar o trabalho

Colação:
Mais frutas - banana fazia o maior sucesso, maçã, tangerina ou laranja (está na época e as calçadas da cidade estavam cheias de pés carregados)

Almoço:
1. Salada de folhas - geralmente colhidas na horta da escola, variando nos molhos, acrescentando frutas, cada dia a gente fazia de um jeito.
2. Arroz ou macarrão (aprendi a fazer pesto!)
3. Feijão ou ervilha ou polenta
4. Vegetais cozidos ou assados - abóbora ao forno (é só passar sal ou açúcar antes de assar), peixinho de jardim empanado, couve (refogada ou na farofa com banana), repolho, batata souté, xuxu, espinafre, berinjela recheada... Vou compartilhar a receita da berinjela no final da publicação porque foi sucesso!
5. Docinho - pão de mel (nunca faltava), biscoito recheado, bolos, carolinas...

A horta perto da Yurta

Lanche:
1. Mais frutas, pinhão ou pipoca no dia da maratona de 13 Reasons Why
2. Chimarrão ou chá

Jantar:
Sopa ou pizza - velouté de abóbora, dahl de lentilha, caldinho de feijão, sopa de legumes, pizzas de espinafre, Marguerita, Portuguesa, jaca de banana (parece atum, é salgado e feito com casca de banana processada), chocolate com banana...




Nos finais de semana a gente dividia os gastos com mercado e deu uma média de 7 reais por dia por pessoa! Não compramos tudo que consumimos porque além da horta da escola e das laranjeiras das calçadas, colhíamos pinhão pelo bosque e recebemos a visita de um produtor da região que tem o hábito de doar alimentos aos voluntários. O Sr. Antônio deu abóboras, pinhão, laranja doce e vinho produzidos por ele.

Agora a receita da berinjela recheada que serve até 6 pessoas.

Ingredientes:
3 berinjelas médias cortadas com 1dedo de espessura
2 cebolas picadas em pedacinhos
2 maços de couve finamente picados
3 tomates grandes em rodelas
Sal e azeite à gosto
200g de queijo prato ou lanche fatiado
200g de queijo mussarela fatiado

Preparo:
Unte a(s) forma(s) e coloque em camadas a berinjela, a cebola, a couve e o tomate. Coloque sal e azeite e leve ao forno pré aquecido. Asse em forno médio por 30 minutos. Coloque o queijo prato, outra rodela de tomate e queijo mussarela. Asse por mais 10 minutos e sirva.

Claro que além de comer bem, a gente também se divertia. Na próxima publicação eu conto sobre os passeios que a gente fez, os lugares que a gente conheceu ou planejou conhecer, algumas opções de lazer em Guaporé e formas de aproveitar o tempo livre.

Se está gostando, deixa um comentário ou pergunta que eu vou amar responder e saber o que você está achando.

Abraços carinhosos!

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...